Arquivo da categoria: Sem categoria

“O tempora, o mores!”

Assembleia romana
Assembleia romana

A política do nosso tempo já nasce com cara de abortada.Já nasce enrugada, ainda que apresente uma compleição jovial.

Vide a “nova” safra de deputados estaduais que vencerá as eleições no Piauí.   Alguns, ainda, com aparelho nos dentes.

Coitado de nós, coitado do parlamento. Coitado do Piauí.

Eles, filhos dos velhos coronéis, que eram filhos dos coronéis de antanho, vão tomar assento nas confortáveis cadeiras vermelhas da “gloriosa” assembleia piauiense. E vão representar o velho com cara de novo até envelhecer, novamente.

Nada mais distante do que o passado recente, já dizia o maior de todos e inspirador-mor desse blog: Nelson Rodrigues.

Ainda que se esconda por trás das máscaras da jovialidade, do frescor da juventude, não há como esconder o descaramento, que estará tatuado no corpo. Se não no rosto, nas mãos; se não nas mãos, nas articulações – ou na ferrugem do metal impregnado nos dentes.

“O tempora, o mores!” – que tempos, que costumes. A “frase-lamento” cunhada pelo grande orador latino Cícero é um emblema do nosso tempo.

A expressão maior de um momento que, de tão teratológico, não tem definição.

O parlamento do Piauí vai receber os “meninos” – e são muitos!. Todos filhos, irmãos ou sobrinhos dos que já estão no poder por terem herdado a herança dos pais, irmãos ou tios.

É assim que caminha o Piauí- Terra de gente feliz!.